Sua lista de favoritos

Notícias

  • Crítica do filme audiodescrito uma família de dois, é bom e vale apena assistir
    Publicado por Pedro Henrique.

    Como é mudar a sua vida totalmente por causa de uma peça do destino? Esse filme é a explicação pra isso.
    Deus coloca pessoas na nossa vida que nem mesmo sabemos o porque, mas confiamos apenas.

    Refilmagem Francesa. UMA FAMÍLIA DE DOIS (Demain Tout Commence O longa dirigido pelo Francês Hugo Gélin, é um remake do filme Não Aceitamos Devoluções (2013). Conta a história de Samuel (Omar Sy / Intocáveis), um cara que leva a vida trabalhando com aluguéis de barcos e se divertindo com os prazeres da noite em uma praia em Marseille, na França. Quando de repente, ele é surpreendido por Kristin (Clémence Poésy / Harry Potter), uma de suas aventureiras que deixa em seus braços a pequena Gloria (Gloria Colston). A partir daí, Samuel tem a maior reviravolta de sua vida, isso sem falar, que depois de 8 anos a mãe retorna no intuito de tomar sua filha de volta. Eu não assisti, tampouco conhecia o filme mexicano Não Aceitamos Devoluções. Revirando as páginas de filmes pela internet, eu me deparei com UMA FAMÍLIA DE DOIS, li a sinopse e me interessei apenas como um passatempo, e não é que eu me surpreendi com o filme. O longa se baseia em uma comédia com um drama envolvido, dosando os momentos de descontrações com os momentos mais dramáticos, mas sem apelar em nenhum quesito (o que achei muito bom). O filme começa leve e descontraído, apresentando uma fotografia muito bela das praias da França, o que me chamou bastante atenção. Do segundo ato em diante, estamos diante da bela cidade de Londres, aonde somos ainda mais maravilhados com os belos cenários. Omar Sy tem uma bela atuação no papel do Samuel. Ele se apresenta de uma forma muito convincente, se mostrando um ator muito versátil, que dosava os momentos de comédia, com os momentos que lhe exigia mais seriedade. Conseguindo sair de um personagem e entrar em outro de uma maneira muito inteligente (destaque para cena que lhe exigiu mais dramaticidade e ele respondeu à altura). A química que se criou entre Omar e a pequena Gloria foi algo muito prazeroso de se acompanhar, em nenhum momento parecia uma atuação, soava de uma maneira muito verdadeira, como um pai e uma filha em seu dia a dia. A maneira feliz e leve que Omar interpretava, era algo muito notável e deu uma essência mais segura para o filme. Realmente ele é um ótimo ator, uma pena que sua carreira não tenha conseguido ganhar uma grande notoriedade fora da França. A pequena Gloria Colston foi coisa mais fofa e linda de todo o filme, desde a bebezinha que chorava sem parar, até chegar na garotinha de 8 anos. Ela deu um show, parecia que estava se divertindo em um dia normal de sua vida. Uma atuação muito segura e bem feita (parecia gente grande). Clémence Poésy deu vida a Kristin, a mãe que abandonou a pequena gloria com 3 meses de vida, alegando não saber lidar com a situação e não tinha como ficar com a filha. Típica mães desnaturadas daquelas que existem milhares hoje em dia (infelizmente). Clémence teve uma atuação mais mediana, não lhe foi exigido muito coisa de sua personagem. E como não falar de Bernie (Antoine Bertrand), o amigo que deu a mão para Samuel na hora em que ele mais precisava. O alívio cômico do filme, o gordinho gay mais engraçado, a meia mãe de Gloria (kkkkkkkkk). UMA FAMÍLIA DE DOIS é um bom filme, que vai te prender e te proporcionar bons momentos de risos e emoções (sem dúvida). Dizem que este remake é melhor que o original, bem, eu não sei, mas de uma coisa é certa - Eu adorei o filme!!!

    Este filme foi gravado da rede globo e está com o recurso da audiodescrição, por sinal, muito boa!