Novelas

Em 1925 ocorre uma grande seca no Nordeste e populações famintas
abandonam o campo rumo ao sul, levando o mínimo necessário para a
sobrevivência. A cidade de Ilhéus, no interior da Bahia, começava a se
transformar graças às lucrativas lavouras de cacau que faziam crescer as
fortunas dos donos das terras. Por causa da seca, deslocam-se para o
lugar os migrantes. Com eles chega a jovem retirante Gabriela, órfã
desde menina. Ingênua e criada num ambiente onde as situações é que
determinam os valores morais, ela aceita tudo com naturalidade e acha
difícil compreender a vida complicada das pessoas da cidade. Cobiçada
por muitos, Gabriela vai trabalhar como cozinheira na casa do turco
Nacib, proprietário do Bar Vesúvio, com quem inicia uma grande e sensual
história de amor.
Em Ilhéus, os fazendeiros de cacau pensam em unir as forças religiosas
da população para pedir aos céus que lavassem as plantações castigadas
pela seca. O lugarejo ferve com a preparação de uma procissão, idéia do
Coronel Ramiro Bastos, que dita as normas no lugar. Ele pensou em unir
na procissão anual de São Jorge dos Ilhéus o que havia de mais
representativo na igreja: os protegidos de São Sebastião  os ricos, os
de São Jorge  os pobres, e os de Santa Madalena  os boêmios e as
prostitutas.
O Coronel Ramiro Bastos, chefe político da região, aos 82 anos de idade
sente que os tempos mudaram e sabe que a frágil união conseguida na
procissão não será suficiente para garantir seu poder e o dos coronéis
do cacau, seus aliados. Entra em conflito com o recém-chegado Mundinho
Falcão, um jovem exportador de cacau que vem a Ilhéus cheio de idéias
renovadoras. Mundinho associa-se à oposição política, até então vítima
de eleições forjadas para manter os coronéis no poder. O motivo imediato
do conflito entre os dois é a construção de um novo porto, proposta por
Mundinho, a que Ramiro se opõe ferrenhamente. Conflito maior deflagrado
pelo romance que inicia-se entre o Dr. Mundinho e a neta do coronel,
Jerusa.
A renovação política e social, à primeira vista, parece fraca para
destituir o Coronel Ramiro Bastos, ditando as ordens na região. Ao final
a situação está enfraquecida, e a morte do coronel traz novo alento à
oposição. Tanto que Mundinho recebe o aval para namorar Jerusa. Porém o
rapaz termina sendo adorado pelas baianas, que lhe beijam a mão em praça
pública, uma atitude que lembrava nitidamente o coronelismo da região.
O cotidiano da vida em Ilhéus é ainda retratado por meio de outros
personagens importantes, como Zarolha e Maria Machadão, líderes das
raparigas do Cabaré Bataclan; Tonico Bastos, filho do Coronel Ramiro,
um don juan conquistador de mulheres solteiras e casadas que acaba
envolvendo Gabriela; e Malvina, amiga de Jerusa, uma jovem contestadora
e corajosa que assume posições avançadas para as mulheres da época.

Arquivos


Ordenar por: nome, tamanho, mais recente.
76 itens
Você está na página 1 de 2
1
2

Formas de contato conosco

Nos contacte via e-mail:
contato.cegosbrasil@gmail.com
skype:
cegosbrasil
Também estamos no Facebook, curte nossa página e fique por dentro de nossas novidades:
http://facebook.com/cegosbrasil